Não só Kevin Levrone, mas também outra Lenda viva do bodybuilding profissional retornou aos palcos em 2017, o mito “Flex” agora na categoria Classic Physique Olympia, após uma ausência de quase 15 anos.

 

O MAIOR DA HISTORIA SEM O TÍTULO OLYMPIA

Kenneth “Flex” Wheeler, nasceu em 1965, ano em que Larry Scott vencia o primeiro Mr. Olympia. Marcado por uma carreira profissional de grande sucesso, que se iniciou de forma espetacular em 1993 vencendo o Arnold Schwarzenegger Classic, título que conquistou em mais três oportunidades: 1997, 1998 e 2000. Sempre bem classificado no Olympia estando muitas vezes entre os “Top Six” e por três vezes Vice- Campeão (1993, 1998-99). Com 15 títulos na sua carreira profissional, Flex Weller foi merecedor de elogios rasgados até de Arnold Schwarzenegger, que o considerou um dos maiores e melhores bodybuilders que já havia visto. Também Coleman o enalteceu dizendo que Wheeler era o melhor atleta com que competia, e que ele, Flex, era a principal razão de sua motivação para vencer vários Olympia´s pela grande competitividade de Flex, disse Ronnie. Wheeler foi também vencedor do Ironman Pro Invitacional em 1993, título igualmente conquistado em 1997-98.

 

Há os que criticaram Wheeler considerando que poderia ter ido mais longe em função da sua genética excepcional, e que se isto não aconteceu foi devido há certa apatia e pouca determinação de sua parte. Mas como acontece comumente entre grandes campeões, a vida de “Flex” (apelido recebido pela sua extrema flexibilidade articular), não foi fácil e sempre marcada por adversidades, desde a sua infância muito pobre na Califórnia até um transplante de rim em função de uma rara doença renal que praticamente liquidou com a sua carreira. Wheeler, assim como outros grandes campeões teve que enfrentar e transpor muitos e difíceis obstáculos para se transformar no grande nome no cenário do bodybuilding profissional.

 

Nos anos que esteve fora do bodybuilding, Weeler treinou artes marciais, sua segunda paixão esportiva, tendo vencido o Arnold Festival em Hoio no ano de 2005, o que demonstra claramente a sua garra apesar das adversidades.

 

“O melhor que eu puder”

Nascido em 23 de agosto de 1.965 retornou aos palcos com 52 anos, após quase 15 anos sem competir e treinar muito pouco, Flex não conseguiu ao menos desta vez, apresentar um físico competitivo para a categoria “Classic”, ficando com um modesto 15º. Lugar. Mas ele reconheceu seus limites ao declarar no início da preparação: “Não vou entrar pensando em ganhar, mas ser o melhor que puder nesse momento”. Demonstrando um honesto e sincero realismo diante das suas limitações, já que foi o primeiro atleta transplantado de rim a pisar no palco do Olympia. Agradecido, ele considera ser um grande privilegio a oportunidade de ter ao seu lado uma equipe de treinadores e médicos acompanhando a sua preparação.

 

CRESCIMENTO MUSCULAR – Segundo Flex Weller

No auge de sua carreira Flex chegou a pesar 110 quilos para uma estatura de 1,75, embora alguns afirmem que tenha 1.80 e ter atingido os 127 quilos, isso talvez na fase “off”, por que geralmente competia com baixíssimo nível de gordura corporal. Com características físicas marcantes do somatótipo ectomorfo e algum componente de mesomorfo, Flex revela que só sente fome quanto treina intensamente. Nas ocasiões que se encontra inativo seu organismo fica satisfeito com uma ou duas refeições ao dia o que é próprio dos ectomorfos.

Sobre a questão relacionada ao crescimento da massa muscular Flex é claro e direto:

“A maioria das pessoas não entendem o segredo para construir massa muscular, 90% querem saber sobre rotina de exercícios, séries, repetições e tipos de exercícios. Mas você não cresce na academia e sim na mesa das refeições e no tempo que você dorme.

A maioria daqueles que tem o desejo de ficar mais fortes e maiores, muitas vezes até treinam duro, mas cometem o erro de não comer e dormir o suficiente, que é basicamente a ‘pílula secreta para o crescimento’. Muitos até tem um registro detalhado das rotinas que fizeram nos últimos anos, mas falta o registro de suas refeições e é ai que eles perdem.

O que e quanto você come é o que realmente importa. Sem uma dieta alimentar adequada, você nunca irá construir grande massa muscular”.

Flex aconselha que todos treinem com pesos elevados e intensamente por 4 a 5 vezes por semana e não por mais que 90 minutos a cada sessão. Que comam alimentos saudáveis e em quantidade procurando dormir o máximo que puderem.

“Se uma pessoa quer saber como ficar enorme precisa seguir estes aconselhamentos. Claro que existem muitas perguntas que as pessoas tendem a fazer, mas embora muitos estejam bem informados sobre o esporte e tenham lido tudo a respeito, querem que eu confirme a sua crença, teoria, pesquisa ou o que quer que tenha feito ou visto fazer”.

Para Wheeler estas coisas não são importantes, embora considere que seja bom se informar e educar-se, o ponto principal é manter um rígido controle do treinamento e dieta e esquecer fórmulas mágicas para o sucesso.

 

Finalizando Wheeler diz:

“Eu sou tão ruim quanto qualquer pessoa para aprender sobre todas as novidades relacionadas aos novos treinamentos e informações nutricionais, mas acredito fortemente que 90% do progresso vêm da simplicidade de regras como: Treinar pesado e intensamente, comer de forma saudável e em abundância e dormir bastante. Não desperdice o seu dia simplesmente pesquisando na internet sobre segredos para ficar grande e obter ganhos, apenas TREINE, COMA E DURMA! O resto não é importante.

 

NOTAS DO EDITOR

Flex é conhecido pela sua grande competitividade, como comentado por Coleman, pela extrema flexibilidade do seu corpo, que lhe valeu o apelido “Flex”, mas principalmente pela sua incrível condição genética de conseguir grande massa muscular em todos os grupos musculares.

Razão pela qual sua dieta alimentar era basicamente com alta proteína e pouco carboidrato, segundo informam alguns sites e fóruns. Entretanto há muitas dúvidas sobre isso, alguns considerando que ele fazia esse tipo de dieta apenas em alguns períodos nas suas preparações.

De qualquer forma não podemos esquecer tratar-se de um fenômeno da genética assim como os demais top bodybuilders. Seguir à risca seus protocolos de treino e alimentação não o levará necessariamente ao sucesso, pois cada qual tem a sua individualidade biológica e reações pessoais diversas diante das propostas de treinamento e nutrição.

Mas é certo que para conquistar mais massa muscular é realmente necessário treinar forte, com intensade, alimentar-se bem e repousar.

– Eugênio Koprowski