Embora o levantamento de peso olímpico não conste dos programas habituais do treinamento de musculação, é importante uma análise sobre estes dois exercícios que somados se constituem talvez no mais antigo esporte praticado pelo ser humano: O Levantamento de Peso.
Com a popularidade do Treinamento Resistido em suas diversas aplicações passando pela saúde, melhora da composição corporal e aprimoramento esportivo, assistimos a inclusão do levantamento de peso em atividades ditas “funcionais” ou esportivas, como o “CrossFit”.

O Levantamento de Peso Olímpico (LPO) tem sido sistematicamente aplicado há muitas décadas no treinamento de atletas de uma grande variedade de especialidades esportivas, onde o aprimoramento da força, velocidade e resistência muscular, sejam fatores importantes para o seu desempenho.

Sua prática requer técnica apurada, além de força, velocidade, flexibilidade e equilíbrio. Seu treinamento deve ser ministrado por treinadores experientes, não sendo incomum ocorrerem lesões sérias em competições, e mesmo durante o treinamento.

O ideal é iniciar com anilhas mestras (discos maiores), de material leve, para desenvolver habilidade e técnica. Paralelamente, utilizar exercícios variados para fortalecimento geral do corpo. Também é comum iniciar o treinamento dos levantamentos utilizando apenas a barra sem peso adicional, ou mesmo um bastão de madeira.

Os Levantamentos Olímpicos, por estarem enquadrados nos chamados “Exercícios Funcionais”, estão sendo aplicados erroneamente em pessoas não treinadas e não levantadores. É necessário fortalecimento geral prévio, e o treino específico dos levantamentos serem orientado por um técnico especializado.

ARRANCO “SNATCH”

Este movimento se constitui na primeira prova do LPO. O levantador segura a barra com uma pegada bem espaçada entre as mãos, eleva o peso a partir do tablado de forma explosiva em um único movimento até a maior altura possível, flexiona os joelhos, e fazendo um agachamento profundo entra em baixo da barra, ao mesmo tempo elevando o peso acima da cabeça, mantendo os braços estendidos.

Nesta posição, com os braços totalmente estendidos, o levantador ergue-se, e em pé, estabiliza o corpo, aguardando a ordem do árbitro para baixar a barra.

Este é o levantamento mais técnico do LPO e segundo alguns especialistas, a prova olímpica que mais exige do corpo humano em termos de dificuldade e velocidade para a sua execução, superado apenas pelo salto com vara.

Detalhe da pegada correta, “Hook Grip”, prendendo o polegar entre a barra e os demais dedos.

ARREMESSO (“CLEAN AND JERK”)

O Arremesso é feito em duas etapas. Na primeira fase “Clean”, ou “sustentada”, o levantador segura a barra com uma pegada aproximadamente na largura dos seus ombros, ergue em velocidade o peso a partir do tablado até a maior altura possível, faz um agachamento profundo e encaixa a barra sobre os ombros, em seguida recupera a posição em pé.

Na segunda etapa, “Jerk”, o levantador se posiciona para lançar a barra acima da cabeça, que consiste em uma ligeira flexão dos joelhos e em seguida uma vigorosa abertura das pernas em forma de “tesoura” empurrando a barra até a extensão total dos braços.
O levantador volta a colocar as pernas em paralelo e com o corpo estabilizado aguarda o sinal do árbitro para baixar a barra.

ASPECTOS GERAIS NA PROGRAMAÇÃO DO TREINAMENTO”

Os levantamentos de peso, sendo movimentos explosivos e por acionarem simultaneamente variados grupos musculares e articulações, não promovem grande congestionamento de sangue localizado nos músculos, portanto, é de se esperar uma menor hipertrofia muscular do que com trabalho mais localizado.

Mas os levantadores realizam diversos movimentos da musculação em seus treinamentos para fortalecer os grupos musculares, o que proporciona boa hipertrofia em atletas mais propensos geneticamente para isso.

EXERCÍCIOS:
Analisando a ação dos músculos, articulações e alavancas, podemos aplicar ao treinamento alguns movimentos parciais extraídos dos próprios levantamentos olímpicos, como fazem os levantadores em seus treinamentos.

Estes exercícios são velhos conhecidos: Levantamento terra, remadas e puxadas, agachamentos diversos, desenvolvimentos em geral, flexões plantares, flexões e extensões do cotovelo e flexões abdominais, dentre outros.

Na programação do treinamento do levantador é importante que os exercícios multiarticulares precedam os uniarticulares, estes, quando programados, devem ficar para o final da sessão de treinamento.

ADAPTAÇÕES MORFOLÓGICAS E FUNCIONAIS

Qualquer forma de exercício físico promove adaptações morfológicas e funcionais no corpo humano. No Treinamento Resistido, o aspecto visualmente mais evidente destas adaptações é o aumento da massa muscular.

Paralelamente à hipertrofia dos músculos, observa-se redução do tecido adiposo e fortalecimento da massa óssea. Diversas capacidades funcionais são aprimoradas, possibilitando um melhor desempenho motor, seja para as tarefas do dia-a-dia, de especialidades esportivas, para o labor ou lazer.

Além do incremento da força, velocidade, explosão, resistência muscular e flexibilidade articular, outra qualidade de aptidão beneficiada é a Potência. Esta capacidade de aptidão é a resultante da soma e emprego simultâneo da força, velocidade e resistência anaeróbia (muscular localizada), como ocorre nos levantamentos olímpicos e nas corridas de velocidade, por exemplo.

Esta qualidade pode ser definida como a capacidade de prolongar esforços máximos, na dependência das capacidades contrátil e metabólica dos músculos, do recrutamento e alternância das fibras musculares e da função cardiovascular.

*Fotos e vídeos dessa matéria com a PROFª. DANIELA DEL GIORNO – Neurocientista pela FMUSP e Coordenadora de grupos de treinamento, Professora e Coach. Pesquisadora e redatora na área; Atleta amadora de Powerlifting e Crossfit – CREF 139499-G/SP. Instagram: @dani.forca.neurociencias

Nosso agradecimento as academias CROSSFIT BLESSED e CROSSFIT MARICÁ pelo espaço cedido para fotos e videos:

Crossfit Blessed – Av. Gen. Francisco Glicério, 279 – Gonzaga Santos – SP; (13) 99653-2649. Instagram @crossfitblessed

Crossfit Itapaiaçu – (21) 97230-2677. Instagram @crossfitmarica