“Caro Mestre Eugênio Koprowski,
No caso da discopatia do atleta Alex dos Anjos, houve a protusão discal, e também o extravasamento do núcleo gelatinoso? Após o necessário repouso indicado no tratamento, o que caracterizou a “cura” do quadro? E as pessoas que relatam “ter” hérnia de disco? Muito grato.” – Dirceu

 

Resposta Prof. Eugênio Koprowski
Prof. Eugenio KoprowskiOlá Dirceu!
A chamada hérnia discal é um protrusão, mas nem toda protrusão é uma hérnia.

Em casos agudos, e sempre de acordo com o médico, deve haver descanso total (cama) e uso de medicação. Passada esta fase inicia-se um tratamento com base em exercícios suaves e específicos para o caso, com foco no fortalecimento. É o que foi feito pelo Alex, que depois de alguns meses passou a treinar normalmente, mas fica uma sequela que pode apresentar eventualmente algum desconforto ou dor, mas longe do quadro anterior.

Veja no artigo do Prof. Dr. José Maria Santarém (que cuidou do Alex), sobre a questão. Existem muitas especulações e conceitos equivocados sobre as patologias da coluna lombar, este artigo é bem esclarecedor e descarta o esforço físico como causa da hérnia de disco.

Abração