“Mestre Eugênio, Qual vossa impressão em relação à realização de movimentos parciais? Um bom exemplo: treinar o bíceps braquial nos primeiros 90º da flexão do cotovelo, em uma série, e os últimos 90º em outra série? Na rosca Scott, por exemplo– Dirceu.




Resposta: Prof. Eugênio Koprowski
Prof. Eugenio KoprowskiDe certa forma, a “Rosca 21” tem esse propósito. São 7 repetições iniciais realizadas com os primeiros 90 graus de flexão, seguidos de mais 7 com 90 graus finais e na sequência 7 reps. completas, geralmente utilizando impulsos.

Alguns atletas utilizam essa rosca no final do treino de bíceps para conseguir um “pump” máximo. Mas não creio que isso seja importante, caso contrário, haveria o mesmo procedimento em todos os demais grupamentos musculares, entretanto, é válido experimentar.

Existe um consenso de que a faixa entre 8 a 12 repetições máximas (RM) é a melhor para hipertrofia, desde que os intervalos não sejam muito longos, mas as variações são sempre úteis no sentido de se manter a motivação ao treinamento. Lembrando que é a fase excêntrica (alongamento) que maior dano causa às fibras musculares e, portanto, mais útil para desencadear o processo hipertrófico.

Manual Full Body Training