Existem vários tipos de feijões no mercado, produzidos e consumidos pelos brasileiros. Sendo uma leguminosa muito nutritiva, está presente em uma infinidade de pratos tradicionais da culinária nacional e internacional.

O feijão é considerado um alimento protídeo, mas vai muito além de fornecer apenas proteína. Rico em ferro, cálcio, vitaminas (notadamente do complexo B, que estimulam a síntese proteica), carboidratos e fibras. Seu consumo é indicado no combate à diabetes, obesidade, doenças cardiovasculares e outras. Normalmente possui teor baixo de gorduras, portanto, contribui para uma nutrição saudável.

Há por vezes um receio infundado que o feijão possa prejudicar a dieta, o que não é verdadeiro. A tradicional mistura de arroz com feijão é perfeita em termos de complementação de aminoácidos essenciais.

Claro, deve ser ofertado de forma controlada nas situações de restrição calórica voltada ao emagrecimento, principalmente nos pratos típicos como feijoadas com alto conteúdo extra de gorduras.