Aproximadamente 45 minutos após o treino de musculação, tem início a fase anabólica, período em que ocorre reparação e construção do tecido muscular degradado pelo exercício. Este processo é denominado de Síntese Proteica, sendo muito auxiliado com a ingestão de carboidratos aprimorando a ressíntese de glicogênio potencializando o crescimento muscular e reduzindo o risco de degradação.

Isto ocorre principalmente em função das mudanças estimuladas pela insulina durante a obtenção de aminoácidos para a efetivação da síntese proteica muscular.

Num momento seguinte é necessária a oferta de alimento proteico ao organismo.

Assim invertemos a fase catabólica para a anabólica reduzindo os danos musculares e estimulando a resposta imunológica, otimizando o crescimento muscular.

Do ponto de vista pratico, bastaria logo após o treino ingerir líquidos (isotônicos, sucos, leite ou mesmo água) e no momento seguinte fazer uma refeição completa com carboidratos e proteínas.

Mas se quisermos otimizar com suplementos o processo anabólico vai a sugestão:




Alimentação Pós-Treino Fase Anabólica:

  • Carboidratos (CHO) de alto índice glicêmico (glicose, sacarose, maltodextrina) 30-50 g.
  • Whey Protein (10-15 g) e Leucina (1-3 g)
  • Glutamina (1-3 g), Vitamina C (60-100 mg.)  e Vitamina E (100 – 400 UI)

 

A suplementação não dispensa a ingestão de alimentos in natura, os suplementos apenas completam ou corrigem eventuais carências alimentares e facilitam o aporte de nutrientes.

A sugestão é mais direcionada a atletas que treinam com alta intensidade, de qualquer forma, sugiro a orientação pessoal de um nutricionista.