Não preciso de dados científicos para dizer que o uso de drogas anabolizantes não representa o fator mais importante para a obtenção de bons resultados na musculação. Conheci, nestes meus sessenta anos na área, muitas pessoas que tiveram excelentes resultados sem uso de drogas e também uma infinidade de outras, que apesar de usarem altas doses por períodos prolongados, não conseguiram ganhos adicionais. Embora reconheça que em alguns indivíduos os anabolizantes agem de forma importante e até surpreendente, na aquisição de massa muscular, força e desempenho. Mas é de se observar que todos, sem exceção, são também aqueles que reagem bem sem o uso de drogas, ou seja, os geneticamente bem dotados.

Com certeza não é necessário o uso de drogas para se conseguir um físico bonito e musculoso. Em relação aos atletas, é irresponsável e injusto, considerar que os grandes músculos destes são em função do uso de drogas, esquecendo todos os demais fatores, inclusive os grandes sacrifícios que os levaram até lá.

É evidente que a maioria dos atletas, notadamente profissionais, utilizam todos os meios possíveis para superar seus adversários e não lhes dar chances nas disputas, inclusive drogas. Mas também devemos observar que todo grande campeão tem uma fila enorme de fãs e seguidores, que imitam em tudo o seu ídolo, inclusive usando as mesmas drogas, mas não são campeões.

As drogas hormonais podem até permitir explorar de forma melhor e mais rápida os limites impostos pelos genes, mas seguramente não criam esta condição.

Em relação aos problemas de saúde causados pelo uso abusivo e prolongado de drogas hormonais, podemos tecer um paralelo com o fumo, também por observação. Muitos fumantes estão vivos e aparentemente saudáveis, outros tantos, já não estão entre nós, se encontram nas clinicas e hospitais, ou morreram. Qualquer usuário de droga coloca-se num grupo de risco, pode ou não ter problemas de saúde, mas o risco é sempre alto. A lista de bodybuilders que se foram precocemente é enorme, tão grande quanto dos que estão com sérios problemas de saúde. Entretanto, vemos alguns por ai com 70 anos apresentando bons músculos e aparentando saúde e grande energia.

A decisão é pessoal. Se for arriscar no uso, esteja certo dos riscos e tente minimizar os possíveis efeitos colaterais com os devidos exames e acompanhamento médico responsável.

A genética não se compra na farmácia e a droga não opera milagres, embora facilite e acelere o processo em indivíduos geneticamente pré- dispostos.

O milagre é você que constrói na medida do seu tempo, com dedicação, disciplina e inteligência para discernir o que é melhor para você.


Referências:
Exercise Physiology.Energy, Nutrition, and Human Performance – McArdle – Katch Katch
Musculação em Todas as Idades – JM Santarém 2012
Olefsky JM, Glass CK, Annu Rev Physiol 2010
Wlaker DK, Dikinson JM, et al. Med Sco Sports Exerc 2011