Por Rafael Bracca*

Indiscutivelmente, o mercado nacional de suplementos alimentares tem evoluído mais nesses três últimos anos do que nos últimos 20 somados. O número de pesquisas e o próprio interesse das áreas médica e nutricional triplicaram, pois estão mais do que evidentes na literatura especializada os benefícios da suplementação e cronosuplementação para a saúde, qualidade de vida e longevidade das pessoas.

Negar esta realidade seria como tapar os olhos e ignorar os incontáveis resultados positivos, fartamente documentados pelos estudos científicos, que podem ser conseguidos com a correta suplementação. Basta aos envolvidos e responsáveis pelas prescrições nutricionais saberem identificar quais suplementos são ou serão necessários a determinado indivíduo para que assim se possa obter sucesso no programa objetivado.

Há tempos os termogênicos vêm sendo utilizados por atletas e praticantes de atividades físicas com o intuito de melhorar a performance. Mas será que estes produtos são utilizados da melhor maneira?

 

Primeiramente, vamos definir o que são Termogênicos…

Termogênicos no País são em sua maioria compostos por cafeína, e para compreendermos o efeito da suplementação de cafeína no organismo em sua totalidade é necessário saber como ocorre seu efeito bioquímico no organismo. Vamos falar a real. A cafeína é rapidamente absorvida no trato gastrointestinal e se move através das membranas celulares com a mesma eficácia que é absorvida nos tecidos. Esta metilxantina (cafeína) é absorvida pelo fígado através de uma ação enzimática que resulta em três metabólitos que são paraxantina, teofilina e teobromina. Sua ação na corrente sanguínea pode levar de 15 a 45 minutos, dependendo de cada organismo, e seus efeitos podem ser vistos de 2 a 6 horas após seu consumo via oral com decréscimo de 50 a 75% após o tempo de biodisponibilidade relatado. A cafeína, por ter solubilidade através de ação lipídica, passa facilmente pela barreira sangue–cérebro, garantindo seus efeitos neuroestimulantes.

 

Como usar inteligentemente um suplemento termogênico

Verificamos que a cafeína é mais potente em seus efeitos esportivos quando disponibilizada no modo anidra, em comparação à cafeína convencional. A posologia da cafeína indicada na maioria dos estudos esportivos é de 3-6mg por quilo de peso corporal e tem se mostrado extremamente efetiva na queima de gordura e ganho de energia neuroestimulante quando ingerida nesta dosagem.

Importante lembrar que a dose específica depende do grau de resistência de cada pessoa. Existem pessoas mais resistentes “cafeinadas” e outras mais sensíveis. Estamos falando de seres HUMANOS, e somos tão diferentes quanto nossas digitais, portanto, não existe regra. Recomendamos seu uso na dose mínima, em seguida verificação de feedback individual e, na sequência, repetição de uso na dose diária ou não.

 

Quebrando mitos dos Termorgênicos

As pessoas tendem a usar o termogênico em horários de pré-treino. Nós não concordamos com essa premissa, quando o objetivo é queima de gordura corporal, pois o treinamento já é um momento de natural termogênese e o uso do recurso irá causar um efeito tampão no momento de natural efeito lipolítico. Recomendo o seu uso longe do período de treino e longe do horário de dormir (6 horas antes). Por exemplo, se o indivíduo treina cedo, é melhor tomar o termogênico à tarde. Se ele treina à tarde, é aconselhável tomar cedo, para que assim mantenha seu metabolismo acelerado durante todo o dia.

Quando o objetivo está direcionado ao ganho de energia e melhora de performance esportiva através de neuroestimulantes, o recomendado é seu uso pré-treino.

 

Como tomar Termogênicos: Dúvidas e Respostas

Por Dr. Turibio Neto e Dra. Gerseli Angeli*

Você já ficou na dúvida se os Suplementos Termogênicos são realmente eficazes para o que deseja? Já se perguntou se você pode ou não consumir termogênico? Será que eles emagrecem, ou então o que finalmente fazem com o organismo?

Se você tem muitas dessas dúvidas sobre o uso de Termogênicos, e não sabe se deve investir no suplemento, continue lendo que vamos te mostrar o caminho! Veja a seguir as dúvidas que mais recebemos sobre o consumo de Suplementos Termogênicos.



1 – Como os Suplementos Termogênicos agem no Organismo?

Os suplementos que são denominados termogênicos tem o efeito de aumentar o metabolismo e como consequência aumentar a produção de energia. O efeito termogênico tem origem no sistema nervoso central, aumentando o grau de alerta e causando uma ativação da mobilização motora com repercussão no metabolismo das células musculares e no metabolismo das gorduras.

 

2 – Termogênicos são seguros ou prejudiciais à saúde?

Os termogênicos que são classificados como suplementos nutricionais são produtos à base de cafeína e são liberados pela ANVISA. Como em relação a qualquer produto existe uma recomendação de dose de segurança que se respeitada, não representa nenhum prejuízo à saúde.

Como a cafeína é um estimulante do sistema nervoso, ela promoverá um aumento do metabolismo com consequente aumento do trabalho do coração para fornecer mais sangue e oxigênio para os músculos.

Este aumento do trabalho cardíaco pode ser uma contraindicação para portadores de problemas cardiovasculares, portanto pacientes com qualquer tipo de diagnóstico de doença cardíaca não devem utilizar os termogênicos sem liberação do cardiologista.

 

3 – Termogênico é para emagrecer?

O termogênico como coadjuvante de programas de perda de peso, age de duas formas. Por um lado, seu efeito estimulante aumenta o metabolismo proporcionando consequentemente maior gasto calórico. Por outro, sua contribuição para o emagrecimento compreende também seu benefício de aumentar a queima de gorduras durante os exercícios.

No entanto, por ser a base de cafeína, o termogênico também contribui para melhorar a performance nas atividades físicas, melhorando o foco e retardando a fadiga.

Em um artigo publicado no European Journal of Sport Science, pesquisadores mostram que a ingestão aguda de cafeína é capaz de melhorar a performance durante os exercícios de força, diminuindo a percepção de esforço e fadiga muscular.

Outro estudo realizado com judocas adolescentes e publicado na Pediatric Exercise Science também mostrou resultados interessantes a respeito da suplementação de cafeína sobre a performance.

 

Como Usar Inteligentemente um Suplemento Termogênico-café

4 – Termogênico tem efeitos colaterais?

O princípio ativo dos termogênicos é a cafeína. Existem pessoas com maior sensibilidade à cafeína. Na realidade, o efeito colateral que se deve considerar é a dificuldade de conciliar o sono se o produto for utilizado próximo à hora de dormir. Por essa razão pessoas mais sensíveis à cafeína devem evitar consumir o produto pelo menos três horas antes do horário de sono.

 

5 – Sou iniciante em musculação. Quando e como devo tomar Termogênicos?

Você pode usar o termogênico uma hora antes do seu treino. Procure fazer uma adaptação gradual iniciando com uma dose menor e aumentar gradualmente.

Porém é importante lembrar que não só os praticantes de musculação podem se beneficiar do uso de cafeína! Uma pesquisa recente publicada na Applied Physiology, Nutrition e Metabolism demonstrou que a adição de cafeína na bebida de reposição hidroeletrolítica (isotônico) durante a fase final de exercícios prolongados como ciclismo e corridas de longa distância, promove melhora do desempenho físico.

Se você gostou do conteúdo até aqui falando sobre termogênicos, com certeza vai gostar da nossa matéria na edição grátis da Musculação & Fitness Digital:

Saiba mais sobre Termogênicos Baixando o nosso App grátis

*AUTORES:

RAFAEL BRACCA: Professor convidado de cursos de extensão e pós-graduação; consultor técnico de atletas do card principal do UFC e membro técnico de empresas de suplementos.

Dr. TURIBIO LEITE DE BARROS NETO: Graduação em Biomedicina pela Escola Paulista de Medicina; Mestre e Doutor em Fisiologia do Exercício pela EPM UNIFESP; Professor Adjunto IV da UNIFESP e Orientador de programas de mestrado e doutorado; Fisiologista do São Paulo F.C. 1985-2010; Fisiologista da Seleção Brasileira de Futebol 1991-1994; Criador do CEMAFE – Centro de Medicina da Atividade FísIca e do Esporte da UNIFESP; Coordenador do Curso de Medicina Esportiva UNIFESP 1990 -2012; Ganhador do Prêmio Jabuti de literatura em Ciências da Saúde; Membro do Colégio Americano de Medicina Esportiva; Membro do Conselho Científico da Midway Labs USA.

Dra. GERSELI ANGELI: Graduação em Fisioterapia pela Universidade Metodista de Piracicaba; Mestre e Doutora em Fisiologia do Exercício pela EPM UNIFESP; Co-orientadora de programas de mestrado e doutorado UNIFESP-EPM; Fisiologista do Grêmio Barueri  2008-2009 ; 2010-2011; Diretora científica do CEMAFE – Centro de Medicina da Atividade FísIca e do Esporte da UNIFESP; Coordenadora do Curso de Medicina Esportiva UNIFESP 2001 -2012; Membro do Colégio Americano de Medicina Esportiva; Membro do Conselho Científico da Midway Labs USA


Referências:
Strength & Loyalty
Talanian, Spriet. Low and Moderate Doses of Caffeine Late in Exercise Improve Performance in Trained Cyclists, Applied Physiology, Nutrition, and Metabolism, 2016.
Duncan, Stanley, Parkhouse, Cook, Smith, Acute caffeine ingestion enhances strength performance and reduces perceived exertion and muscle pain perception during resistance exercise, European Journal of Sport Science, vol 13(4) 2013 .
Astley, Souza, Polito, Acute Caffeine Ingestion on Performance in Young Judo Athletes, Pediatric Exercise Science, 2017.